Governo atrasa salários e servidores vão às ruas em protesto; Prefeito ameaça fazer cortes por dias não trabalhados

José Bonifácio (PDT) subiu o tom contra os movimentos sindicais, afirmando categoricamente "que não irá tolerar manifestações na ponte nas principais vias da cidade".

0

Os primeiros dias da gestão de José Bonifácio (PDT) à frente da Prefeitura de Cabo Frio estão sendo marcados por embates diretos com os servidores públicos. Após a Guarda Municipal protestar contra a nova escala de trabalho, foi a vez de outra categoria se rebelar contra o chefe do Poder Executivo, desta vez por conta dos atrasos salariais.

O SEPE Lagos, sindicato que representa a categoria dos profissionais da Educação, saiu às ruas nesta manhã de terça-feira (12) em protesto pelo atraso no pagamento do salário referente a dezembro do ano passado, vencido na última sexta-feira (8), 5° dia útil do mês de janeiro. Logo após a manifestação, foram recebidos pela Secretária de Fazenda, Daniela Mendes – todavia, não houve nenhuma previsão de quando os salários serão pagos.

PREFEITO PROMETE CORTAR SALÁRIOS DE GREVISTAS

Em recentes declarações à imprensa, o Prefeito José Bonifácio tem prometido sanções a servidores que promoverem greves e interditarem pontes e as principais vias da cidade para se manifestar. Bonifácio foi categórico ao afirmar que grevistas terão descontos em seus salários.

CATEGORIA SE REÚNE PARA DISCUTIR OS RUMOS DO MOVIMENTO

Se a expectativa do prefeito era um recuo do movimento sindical diante das ameaças de cortes nos salários, o resultado foi justamente o oposto. No final da tarde o SEPE Lagos divulgou um vídeo nas redes sociais, fazendo um resumo da manifestação e da reunião com a secretária de Fazenda, e informou que amanhã (13), haverá uma Assembleia online com toda a categoria para discutir os rumos do movimento. Os servidores prometem não descansar até a contemplação de todos os seus direitos.

Leave A Reply

Your email address will not be published.