Com recesso perto do fim, vereadores de Cabo Frio permanecem em ‘silêncio retumbante’

Ao que parece, o caos na cidade não preocupou nenhum pouco aos nobres edis, que não deram nenhum pio nesse recesso parlamentar - à exceção do vereador Rafael Peçanha, que não teve folga e trabalhou diuturnamente para atender às demandas dos cidadãos

Os vereadores de Cabo Frio, ao que parece, não estão nem um pouco preocupados com a cidade, já que durante esse recesso, os nobres edis não deram nenhum pio sobre a problemática da falta de água e o caos na Saúde. A única exceção é o vereador Rafael Peçanha (PDT).

Enquanto seus pares curtem os dias de descanso, Rafael Peçanha trabalha. Já visitou diversos bairros da cidade, conversou com moradores, discutiu as demandas de cada localidade, e abraçou a luta contra os desmandos da Prolagos – foi ao MP, conseguiu reunião com os diretores da concessionária e não descansou enquanto o problema não foi resolvido. Além disso, visitou vários hospitais e cobrou explicações do Poder Executivo sobre o caos na Saúde e sobre as mortes que estão acontecendo na cidade.

Claro que o edil merece nossos aplausos pela excelente atuação, mas o que muito nos entristece é que o que é feito por ele deveria ser feito também pelos demais vereadores, afinal, todos foram eleitos e recebem – muito bem, por sinal – para trabalharem pelo povo.

É por isso que defendo uma varredura no Poder Legislativo. A Câmara não pode continuar sendo a ‘Casa do Amém’, um puxadinho da Prefeitura… Defendo o empoderamento desta Casa, defendo que ela atue com independência, que seja verdadeiramente a Casa do Povo. Acordem, nobres vereadores, afinal, 2020 é logo ali.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.