Luis Geraldo deve ser o candidato governista nas eleições suplementares

Com a cassação do prefeito de Cabo Frio, Marquinho Mendes (MDB), foram confirmadas as eleições suplementares para a Prefeitura. Como já havíamos comentado anteriormente, o entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é de que o político que deu causa ao novo pleito não poderá concorrer, ainda que o prazo de inelegibilidade já tenha expirado. Desta maneira, o grupo governista não poderá lançar Marquinho Mendes à reeleição.

“NÃO CONTAVAM COM MINHA ASTÚCIA”

Com base neste entendimento, a expectativa nos bastidores da Política era de que o candidato da máquina seria o presidente da Câmara de Vereadores e futuro prefeito interino de Cabo Frio, Aquiles Barreto (PRB).

Porém, após o feriado do Dia do Trabalhador começaram a circular nos arredores da Praça Tiradentes a informação de que o candidato governista será o também vereador Luis Geraldo, que por coincidência é do mesmo partido de Aquiles, o PRB.

Não são poucas as razões para a possível escolha: Luis Geraldo é bem menos vaidoso, acumula uma vasta experiência política e não por acaso é um dos braços direitos de Marquinho Mendes. Aquiles, por sua vez, estaria decepcionando o grupo governista com o seu fracasso nas pesquisas que andam circulando na cidade – segundo informou nossa fonte, Marquinho teme que o filho de Laura Barreto faça o mesmo que ele fez com Alair Corrêa no passado: traia a sua confiança e o deixe a ver navios.

A verdade é que o grupo político de Marquinho Mendes se sente mais confortável em apoiar Luis Geraldo, e, além disso, seu potencial eleitoral é bem mais animador.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.