A astúcia do prefeito ficha suja

Em meio ao caos político-administrativo do seu governo, a saída encontrada pelo prefeito Marquinho Mendes para “limpar sua barra” com a população foi lançar toda a sua culpa nos ombros do seu antecessor.

É sabido por todos que as dificuldades financeiras do município de Cabo Frio tiveram início em 2015, quando estouraram os escândalos na Petrobras e consequentemente os repasses dos royalties para os municípios beneficiados reduziram drasticamente. A partir desse ocorrido, o então prefeito Alair Corrêa trabalhou para adequar os gastos à nova realidade econômica. Cortou na própria carne ao exonerar pessoas da sua confiança (cargos comissionados) e deixar os que continuaram trabalhando por último na lista para pagamento. É claro que não conseguiu honrar com todos os compromissos, tendo em vista que é IMPOSSÍVEL administrar com uma receita instável e decrescente como esteve a de Cabo Frio nesse período.

Alair Corrêa pode até não ter conseguido pagar todas as folhas salariais, pode ter deixado pendências com fornecedores e prestadores de serviços, mas uma coisa ninguém pode negar: não foram medidos esforços para que a cidade tivesse minizados os efeitos dessa terrível crise. Mesmo com a pressão da imprensa, da oposição e da sociedade, o ex-prefeito Alair Corrêa não fechou nenhuma escola ou hospital.

Já o atual prefeito, Marquinho Mendes, optou pelo fechamento imediato do Hospital da Criança, de escolas e Unidades Básicas de Saúde (USB’s) em todo o município. E, pasmem, esbraveja alegando que já encontrou esses setores fechados. Além de COVARDE, o prefeito é MENTIROSO. Alega não ter dinheiro para pagar os servidores, mas firma contratos milionários com uma empresa mineira – só para a limpeza urbana são gastos aproximadamente R$ 6 milhões a cada 60 dias, o que totaliza R$ 36 milhões ao ano, enquanto no governo passado o gasto aproximado era de R$ 18 milhões ao ano.

Ao invés de perder tempo atacando quem já saiu do governo há quase 1 ano, MM deveria se dedicar a esclarecer as inúmeras obscuridades da sua administração. Além disso, deveria acertar suas contas com a Justiça Eleitoral, já que hoje só está prefeito graças à fragilidade das leis brasileiras.

Do mais, seguimos cobrando e fiscalizando o Poder Executivo, a fim de viabilizar mudanças para a nossa cidade e nossa gente.

Davi Matos

#DaviMatos #DM #VamosJuntosPorCaboFrio

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.